Águas Quentes Sanitárias | Solar Térmico
Sistema Termossifão Tubo Vacuo DAP CPC


1290,00 €
Funcionamento

Os sistemas termossifão DAP são indicados para aquecimento de pequenos volumes de água pois são mais económicos e fiáveis. Possuem menos componentes que os sistemas de circulação forçado, tal como a bomba circuladora e o controlador. Funcionam com a pressão da água da rede e não necessitam de espaço no interior da habitação para o acumulador.

Em dias de menor insolação ou mesmo sem sol é utilizado um equipamento de apoio energético, usualmente, uma resistência eléctrica no interior de depósito. Este apoio deve ter um horário de funcionamento em conformidade com os hábitos de consumo dos utilizadores de modo a maximizar o aproveitamento do Sol, uma fonte de energia renovável e gratuita.

Os sistemas solares Termosifão DAP são sistemas inovadores de aproveitamento da energia do Sol para o aquecimento das águas sanitárias.

Os tubos de vácuo não só permitem a absorção da energia directa do sol, mas também da radiação solar difusa que se verifica em dias mais enublados graças as suas reflectoras que vem incluídas, garantindo assim uma alta eficiência. Extremamente robustos a condições externas adversas, estes sistemas de vácuo são capazes de suportar temperaturas negativas de 30ºC e resistir a granizo com 30mm de diâmetro.

A energia solar acumulada durante o dia é conservada durante a noite devido a um óptimo isolamento de 50mm de poliuretano.

Sem a necessidade de recorrer a uma bomba de circulação e controladores, a sua fácil e rápida instalação permitem que esta solução seja a mais económica do mercado, sendo rentabilizada mais rapidamente. Estes sistemas podem reduzir a sua factura energética necessária para o aquecimento das águas sanitárias na ordem dos 80%.

Termosifão Tipo CPC:

Para atingir temperaturas mais elevadas há que diminuir as perdas térmicas do receptor. Estas são proporcionais à superfície deste. Reduzindo-a em relação á superfície de captação, consegue-se reduzir as perdas térmicas na proporção dessa redução. O desenvolvimento da óptica permitiu muito recentemente a descoberta de um novo tipo de concentradores (chamados CPC ou Winston) que combinam as propriedades dos colectores planos (também podem ser montados em estruturas fixas e têm um grande ângulo de visão o que também permite a captação da radiação difusa) com a capacidade de produzirem temperaturas mais elevadas (>70ºC), como os concentradores convencionais do tipo de lentes. A diferença fundamental entre estes colectores e os planos é a geometria da superfície de absorção, pois no caso dos CPC's a superfície absorvedora é constituída por uma grelha de alhetas em forma de acento circunflexo, colocadas por cima de uma superfície reflectora. A captação solar realiza-se nas duas faces das alhetas já que o sol incide na parte superior das alhetas e os raios que são reflectidos acabam por incidir na parte inferior das alhetas, aumentado assim ainda mais a temperatura do fluido e diminuindo as perdas térmicas.Os sistemas assim concebidos chamam-se concentradores porque a concentração é precisamente a relação entre a área de captação (a área de vidro que serve de tampa á caixa) e a área de recepção. Estes colectores, do tipo CPC (concentrador parabólico), são os mais indicados para aquecimento de águas sanitárias e aquecimento ambiente, uma vez que o seu desenho contribui para aquecer mais o fluido térmico de transporte do calor para a água de consumo, com temperaturas entre os 80 a 90ºC. O custo destes colectores é um pouco mais do que os colectores planos mas é mais eficiente no aproveitamento da radiação solar.

Acontece que, quanto maior é a concentração mais pequeno é o ângulo com a normal aos colectores segundo o qual têm que incidir os raios solares para serem captados, pelo que o colector tem de se manter sempre perpendicular aos raios solares, seguindo o sol no seu movimento aparente diurno.

Esta é uma desvantagem, pois o mecanismo de controle para fazer o colector seguir a trajectória do sol, é bastante dispendioso e complicado, para além de só permitir a captação da radiação directa.

Consumo
  • Termossifão Pressurizado Tubo vácuo CPC
  • Deposito Inox 316L
  • Sistema Heat Pipe
  • Estrutura em Alumínio Anodizado
  • Inclui Resistência
  • Comando digital
  • Reflectoras inox
  • Isolamento 10 Cm poliuretano
  • Garantia 10 Anos
Benefícios

Redução de 75% dos custos no aquecimento de águas sanitárias e independência da subida do preço dos combustíveis fósseis

Redução em 30% das emissões de gases com efeitos de estufa

Produção de água quente sem poluição ou ruídos

Garantia de equipamento de 10 anos para uma vida útil aproximadamente de 35 anos

Possibilidade de integração com sistemas de aquecimento já existentes como recuperadores de calor, caldeiras e esquentadores.

Incluem uma resistência eléctrica para que não falte água quente nos dias sem sol.

FAQs
  • O que é a energia solar?

A energia solar é a energia térmica proveniente do sol, onde é produzida através de reacções nucleares. Esta energia propagando-se através do espaço incide na superfície da Terra. Caso se conseguisse aproveitar toda a energia proveniente do sol que incide na terra, um ano de energia solar seria superior a 10.000 vezes o consumo bruto anual de toda a humanidade.

  • Como se pode aproveitar a energia solar?

Existem dois tipos básicos de aproveitamento de energia solar: fotovoltaico, que é utilizado para produzir eletricidade e térmico que serve para aquecimento de água.

  • O que é um painel solar térmico?

Um painel solar térmico é um dispositivo destinado a efectuar o aquecimento de água através de energia solar. Esta água aquecida pode servir como água sanitária (para tomar banho, lavar a loiça, etc), para apoio a aquecimento central e de piscinas.

  • Quanto poderei poupar instalando um painel solar térmico?

Depende da exposição solar, da localização geográfica, entre outros factores. Em situações ideais pode-se obter economias na ordem dos 80%.

  • Quais os benefícios ambientais de utilizar um painel solar para aquecimento de águas?

O aquecimento de águas corresponde a quase 30% do consumo médio energético de um agregado familiar. Como a água aquecida pelo sol não só economiza energia oroveniente de combustíveis fósseis, mas também evita a emissão de gases de estufa, contribuindo de forma decisiva na preservação do meio ambiente.